Leitura: um hábito para cultivar

 Em diversos

Recentemente, fui em minha primeira entrevista acompanhando a minha chefe. Ao final, o assunto coronavírus surgiu por iniciativa do nosso interlocutor e eu tive a oportunidade de comentar o que sabia sobre a epidemia – agora já classificada como pandemia. Isso só foi possível porque eu estava acompanhando as notícias sobre o tema. 

Desde que comecei a trabalhar no Atelier de Conteúdo, meu hábito de leitura tem sido mais incentivado. Não apenas a leitura do noticiário, mas de livros também. Entre dezembro do ano passado e fevereiro deste ano, eu já li três livros por conta de projetos dos quais estou participando. Algo que provavelmente nunca aconteceria se não houvesse o estímulo das minhas chefes e colegas de trabalho. 

Depois de quase quatro meses na empresa, já senti a diferença no meu dia a dia por conta desta prática. Percebi que a minha velocidade de leitura aumentou. Mesmo quando o assunto não é o mais interessante, consigo tirar proveito dele. Meu vocabulário aumenta pouco a pouco, conforme percorro os caminhos de um livro ou reportagem. E ainda passei a ver a leitura como um lazer e não obrigação.

Inclusive, encarei de frente um desafio até então impensável. Sem poder recorrer à versão traduzida, li um livro em inglês sobre um assunto que não domino – estratégia de negócios. Foi algo que me fez tremer na base. Nunca antes tinha lido uma obra completa em outro idioma. Mesmo assim, reuni todo o meu conhecimento em inglês numa trouxinha, coloquei nas costas e fui para à luta. Resumo da história: consegui. Para mim, uma enorme vitória. Agora, não só sei que posso ler qualquer coisa em inglês, como carrego comigo o conhecimento que adquiri.

Aprendi que a leitura frequente não deve ser um hábito somente porque estudo jornalismo, mas, principalmente, porque dessa maneira entendo o que acontece no mundo. Saber falar sobre o coronavírus para o nosso cliente cria um vínculo de confiança, por exemplo. Mostra que sei raciocinar, que estou acompanhando as novidades – e isso influencia na qualidade do nosso trabalho. Nós, que trabalhamos com clientes, devemos estar preparadas para ouvir suas ideias, opiniões e informações sobre o que acontece e sermos capazes de compreender os assuntos que surgem. Diversas vezes, essas conversas nos levam a incríveis ideias para os projetos. Por isso, tem sido cada vez mais importante estar em dia com as minhas leituras.

Algo que aprendi aqui no trabalho foi que só devemos falar do que temos confiança e certeza, para não espalhar meias verdades ou informações incompletas. Por isso, é lendo e discutindo as ideias que conquistarei segurança sobre os assuntos com os quais tenho menos familiaridade e, consequentemente, poderei transmiti-la para as outras pessoas em qualquer interação.

Recent Posts

Deixe seu comentário