claudio garcia

    Claudio Garcia é vice-presidente executivo de Estratégia e Desenvolvimento Corporativo da Lee Hecht Harrison (LHH), em Nova York. A LHH é uma consultoria global focada em ajudar organizações no lado humano de suas transformações. Claudio é responsável em identificar e desenvolver fontes de inovação e crescimento para a organização que atua em mais de 60 países. Nascido em Sergipe (Aracaju), Claudio é formado em engenharia civil com pós-graduação em gestão de negócios. Desenvolveu sua carreira em diversos segmentos, como alimentos e bebidas, entretenimento, mídia, comunicação e finanças. Em 2006, ingressou na consultoria DBM, que foi adquirida pela LHH em 2011, quando Claudio ocupava a posição de presidente para a América Latina. Em sua carreira, sempre foi movido por ajudar organizações que possam produzir alto impacto social. Consciente do papel das pessoas para que isso se torne realidade, desenvolveu outras duas paixões: a de gestão de empresas e a dinâmica social e humana dentro das corporações, áreas às quais dedica grande parte do seu tempo, em pesquisas e desenvolvimento pessoal. Em torno desses temas, Claudio tem mostrado como as discussões e conceitos predominantes sobre gestão e pessoas costumam ser enviesados e carecem de base científica e consistência prática. Em suas interações com clientes da LHH, em conselhos de empresas ou como mentor de empreendedores, Claudio tem suportado decisões muitas vezes contraintuitivas, já que questionam verdades estabelecidas ou conceitos midiáticos de gestão empresarial e de pessoas. É colunista mensal do jornal Valor Econômico desde 2015.

    Assuntos / Sugestões

    • O eterno futuro do trabalho: como distorcemos a conversa sobre um futuro incerto e emergente para suportar teorias catastróficas.
    • Tecnologia digital, homem analógico: o que é possível e os limites da inovação para indivíduos e organizações.
    • Menos singularidade, mais multiplicidade: como a narrativa da singularidade tem levado organizações a perder talentos e vantagens competitivas.
    • O que, afinal, significa liderança (e por que há tantos incompetentes no topo das empresas).
    • Por que é difícil gerir empresas quando todo mundo acredita que sabe mais do que você.
    • Gestão de carreira: como tomar conta da sua
    • O mito das empresas humanizadas (e por que esse pode não ser o melhor lugar para se trabalhar)
    • Gestão de performance e o mito do desempenho

    Formação

    • Universidade Federal de Sergipe – Engenharia Civil (1992 – 1997)
    • FGV – MBA (1999 – 2001)
    • Ohio University – MBA Complement (2000)
    • Wharton Business School – AMP (2012)

    Profissional

    • Vice-presidente da Lee Hacht Harrison (2006 – atual)
    • Head of Marketing da Hedging-Griffo (2005 – 2006)
    • Consultor da JCTM Industrial Marketing (2003 – 2005)
    • Gerente Comercial do Hopi Hari (2001-2003)
    • Gerente Financeiro da Rede Gazeta (2000 – 2001)
    • Gerente do Grupo Playcenter (1998 – 2000)
    • Estagiário na AmBev (1997 – 1998)